quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

CRHP Responde

Tenho ovários micropolicisticos. Estou tentando engravidar há 5 anos sem sucesso. Gostaria de saber se há alguma medicação?

R: A síndrome dos ovários policísticos é caracterizada por uma alteração hormonal com alterações a nível de pele (aumento da oleosidade pele, acne e aumento de pelos), alterações  metabólicas induzindo a mudanças no peso, e uma dificuldade para a mulher ovular. A investigação do casal infértil é muito importante para descartarmos outros fatores. Assim, tratando-se de um casal cujo único fator alterado é a síndrome dos ovários policísticos, precisamos usar medicamentos para induzir a ovulação e desta forma, conseguir a tão desejada gestação. A dificuldade é que nem todas as pessoas reagem igualmente aos medicamentos e para maior segurança, todo o acompanhamento deve ser feito com a realização de ultrassonografias. O prognóstico em termos de gestação é muito favorável.

O CRHP - Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, irá responder aqui no Blog algumas das principais dúvidas recebidas por e-mail. Você também tem uma? Então fale conosco pelo atendimento do nosso site, clique aqui.

ANO NOVO, VIDA NOVA!

ANO NOVO, excelente oportunidade de sonhar com uma VIDA NOVA!
Um 2012 de muita luz e muito amor!


quinta-feira, 10 de novembro de 2011

CRHP Responde

Sou empresária, não posso engravidar  agora e gostaria de saber como poderei postergar minha gestação com menores riscos?

R: Neste caso apresentamos duas formas de  atingir este objetivo. Através de um procedimento de fertilização assistida, podemos fazer o congelamento de seus óvulos (técnica de última geração chamada Vitrificação) para uma fecundação futura ou, numa segunda hipótese, fazer a fecundação (com Injeção Intracitoplasmática - ICSI) e congelamento dos embriões.

O CRHP - Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, irá responder aqui no Blog algumas das principais dúvidas recebidas por e-mail. Você também tem uma? Então fale conosco pelo atendimento do nosso site, clique aqui.

CRHP Responde

Tenho endometriose e fiquei sabendo que isso pode dificultar uma futura gravidez, é verdade?

R: A endometriose é responsável por 20% das causas femininas de infertilidade. O diagnóstico e estadiamento da doença é feito com uma videolaparoscopia, quando se faz a classificação em quatro estágios: mínima, leve, moderada e severa. Nos estágios mínima e leve, a endometriose não atrapalha as taxas de gestação. O mesmo não ocorre com os quadros de endometriose moderada e severa.

O CRHP - Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, irá responder aqui no Blog algumas das principais dúvidas recebidas por e-mail. Você também tem uma? Então fale conosco pelo atendimento do nosso site, clique aqui.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

CRHP Responde

Tenho 35 anos e gostaria de saber as possibilidades de uma gravidez na minha idade.

R: É muito difícil precisar as chances de sucesso sem uma adequada avaliação clínica e laboratorial do casal. De uma maneira geral, para mulheres com 35 anos de idade, as chances de gravidez com inseminação intrauterina estão ao redor de 15% por tentativa e as de gravidez com fertilização in vitro entre 40 e 45% por tentativa. Esses são os resultados de publicações das melhores clínicas do Brasil e do exterior e atualmente estamos conseguindo reproduzir exatamente os mesmos resultados em nossa clínica.

O CRHP - Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, irá responder aqui no Blog algumas das principais dúvidas recebidas por e-mail. Você também tem uma? Então fale conosco pelo atendimento do nosso site, clique aqui.

CRHP Responde

Que exames devo fazer para saber se tenho condições para engravidar?

R: Em primeiro lugar é bom lembrar que 80% dos casais consegue engravidar após 1 ano sem qualquer tratamento. Portanto, o início de uma investigação mais específica para esta finalidade deve aguardar de 6 meses a 1 ano, dependendo de alguns fatores, como por exemplo, a idade da mulher. Está comprovado  que quanto maior a idade da paciente, menores são as possibilidades de gestação, assim para pacientes com idade superior a 35 anos devemos antecipar a investigação. Inicialmente o casal deve ser avaliado de acordo com uma rotina, realizada tanto pelo ginecologista quanto pelo urologista. Quanto aos exames específicos para se avaliar a fertilidade necessitamos de uma avaliação da reserva ovariana (dosagens hormonais realizadas no 3º dia do ciclo), a histerossalpingografia (RX do útero e tubas), ultrassonografia endovaginal (realizada na 1ª fase do ciclo) e um espermograma, para avaliação do fator masculino.


O CRHP - Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, irá responder aqui no Blog algumas das principais dúvidas recebidas por e-mail. Você também tem uma? Então fale conosco pelo atendimento do nosso site, clique aqui.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Relembrando o nascimento...

O CRHP já tem muitas histórias bonitas para contar, muitos nascimentos, muitos sorrisos, e é sempre bom relembrar de quando o próprio Centro de Reprodução Humana de Piracicaba nasceu, e trazendo novos sorrisos, novos nascimentos, novas famílias!

Para relembrar, nada mais gostoso do que assistir a apresentação feita no evento de inauguração:

video